Normas para publicação

O Pneumologia Paulista desde julho de 2017 passou a ser publicado mensalmente com apresentação de um caso clínico seguido de revisão sobre um tema relacionado. Trata-se do órgão oficial da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), destinado à publicação de revisões atualizadas, no escopo da Pneumologia e áreas correlatas. Cada número versará sobre um tema de destaque, sendo escritos por especialistas da área em conjunto com médicos pneumologistas em treinamento de diversos serviços do estado.

CRITÉRIOS DE AUTORIA

A inclusão de um autor em um manuscrito encaminhado para publicação só é justificada se ele contribuiu significativamente, do ponto de vista intelectual, para a sua realização. Fica implícito que o autor participou de todas as fases na elaboração do artigo. A revista considera cinco o número máximo aceitável de autores para redação do artigo. O convite para publicação de um artigo será encaminhado pelo corpo editorial da revista a um autor com experiência no assunto em questão. O autor sênior terá a liberdade de convidar outros autores para redação do seu artigo, preferencialmente médicos pneumologistas em formação ou pós-graduandos, estimulando a formação científica e acadêmica destes profissionais.

APRESENTAÇÃO E SUBMISSÃO DOS MANUSCRITOS

Os manuscritos deverão ser obrigatoriamente encaminhados por e-mail ao Editor Rodrigo Athanazio (rathanazio@yahoo.com.br).

Pede-se aos autores que sigam rigorosamente as normas editoriais da revista, particularmente no tocante ao número máximo de palavras, tabelas e figuras permitidas, bem como às regras para confecção das referências bibliográficas. A não observância dessas instruções implicará na devolução do manuscrito para que os autores façam as correções pertinentes antes de submetê-lo aos revisores.

A revista reserva o direito de efetuar nos artigos aceitos adaptações de estilo, gramaticais e outras.

Com exceção das unidades de medidas, siglas e abreviaturas devem ser evitadas ao máximo, devendo ser utilizadas apenas para termos consagrados. Estes termos estão definidos na Lista de Abreviaturas e Acrônimos aceitos sem definição. Quanto a outras abreviaturas, sempre as definir na primeira vez em que forem citadas, por exemplo: lavado broncoalveolar (LBA). Após a definição da abreviatura, o termo completo não deverá ser mais utilizado. Com exceção das abreviaturas aceitas, não as utilizar em títulos ou em resumo dos manuscritos.

Quando os autores mencionarem qualquer substância ou equipamento incomum, deverão incluir o modelo, o nome da fabricante, a cidade e o país.

PREPARO DO MANUSCRITO

Todo manuscrito deve ser redigido em língua portuguesa. A página de identificação deve conter o título do trabalho, nome completo e titulação dos autores, instituições a que pertencem, endereço completo, inclusive telefone, fax e e-mail do autor principal.

Título: evitar descrição do diagnóstico do caso no título. Recomenda-se a criação de um título que instigue o desafio diagnóstico do tema em questão.

Não há necessidade de resumo ou descritores (palavras-chave).

Texto: O texto deve ser dividido em duas partes (“caso clínico” e “discussão”), sendo permitida a divisão em cada uma dessas partes através de subtítulos. Inicialmente deve ser apresentado um caso clínico ilustrativo do tema a ser abordado seguido de uma discussão contendo a revisão sobre o assunto enfatizando os passos do raciocínio diagnóstico assim como atualização das principais e mais atuais publicações relacionadas. O texto deve ter no máximo 2500 palavras, excluindo referências e tabelas. Deve conter no máximo 5 tabelas e/ou figuras. O número de referências bibliográficas não deve exceder a 30.

Tabelas e Figuras: Tabelas e gráficos podem ser apresentados tanto em preto e branco como coloridas, com legendas e respectivas numerações digitadas ao pé de cada ilustração. As tabelas e figuras devem ser enviadas no seu arquivo digital original, as tabelas preferencialmente em arquivos Microsoft Word ou Microsoft Excel e as figuras em arquivos Tiff ou JPG. Fotografias de exames, procedimentos cirúrgicos e biópsias onde foram utilizadas colorações e técnicas especiais serão consideradas para publicação colorida. As grandezas, unidades e símbolos devem obedecer ao sistema métrico internacional e às normas nacionais correspondentes (ABNT: http://www.abnt.org.br). As figuras que necessitem de permissão deverão ser comunicadas ao editor. Se for necessária permissão solicita-se que seja encaminhada cópia da ilustração original da figura, endereço de contato, email, fax e número de telefone.

Legendas: Deverão acompanhar as respectivas figuras (gráficos, fotografias e ilustrações) e tabelas. Cada legenda deve ser numerada em algarismos arábicos, correspondendo a suas citações no texto. Além disso, todas as abreviaturas e siglas empregadas nas figuras e tabelas devem ser definidas por extenso abaixo das mesmas.

Referências:

Devem ser indicadas apenas as referências utilizadas no texto, numeradas com algarismos arábicos e na ordem em que foram citadas. A apresentação deve estar baseada no formato Vancouver Style, atualizado em outubro de 2004, conforme os exemplos abaixo e disponíveis em

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/bookshelf/br.fcgi?book=citmed. Os títulos dos periódicos citados devem ser abreviados de acordo com o estilo apresentado pela List of Journal Indexed in Index Medicus, da National Library of Medicine disponibilizados no endereço:

 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/entrez/journals/loftext.noprov.html.

Para todas as referências, cite todos os autores até seis. Acima desse número, cite os seis primeiros autores seguidos da expressão et al.

Exemplos:

Artigos Originais

  1. Xisto DG, Farias LL, Ferreira HC, Picanço MR, Amitrano D, Lapa E Silva JR, et al. Lung parenchyma remodeling in a murine model of chronic allergic inflammation. Am J Respir Crit Care Med. 2005; 171(8):829-37.

Resumos

  1. Saddy F, Oliveira G, Rzezinski AF, Ornellas DS, Garcia CSN, Nardelli L, et al. Partial Ventilatory Support improves oxygenation and reduces the expression of inflammatory mediatoras in a model of acute lung injury. Am J Respir Crit Care Med. 2008; 177:A766.

Capítulos de Livros

  1. Barbas CS, Rocco PR. Monitorização Da Mecânica Respiratória em Indivíduos respirando espontaneamente e ventilados mecanicamente. In: Rocco PR; Zin WA, editores. Fisiologia Respiratória Aplicada. 1 Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2009, p. 193-206.

Publicações Oficiais

  1. World Health Organization. Guidelines for surveillance of drug resistance in tuberculosis. WHO/Tb, 1994;178:1-24.

Homepages/Endereços Eletrônicos

  1. Cancer-Pain.org [homepage on the Internet]. New York: Association of Cancer Online Resources, Inc.; c2000-01 [updated 2002 May 16; cited 2002 Jul 9]. Available from: http://www.cancer-pain.org/

Toda correspondência para a revista deve ser encaminhada para:
Dr Rodrigo Athanazio (rathanazio@yahoo.com.br)

Editor-Chefe do Pneumologia Paulista

iTarget

Ir para o topo

© 2014 Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia - Todos os direitos reservados

iTarget